Como surgiu a feira da Liberdade em SP?

Como surgiu a feira da Liberdade em SP?

                A Liberdade é um bairro da cidade de São Paulo, turístico, próximo à estação da Sé. O bairro é conhecido por ter a maior comunidade japonesa da cidade de SP e onde a maior colônia japonesa se encontra.

                A feira da Liberdade é repleta de muita cultura japonesa, arte e artesanato. As mesclas de tradições presente é o que comprova a junção de vários povos, de diversos lugares, e o quanto a cultura é rica. Criada em 1975, a Feira Oriental da Liberdade, funcionava e funciona até hoje aos sábados e domingos, das 9hs às 18hs, no bairro de São Paulo.

                No começo a maioria das pessoas presentes no bairro era japonesa, mas com o tempo chineses e coreanos também foram chegando tornando o local mais rico ainda em cultura oriental. A culinária típica japonesa e chinesa, lojas de artesanato oriental, artigos de madeira, cerâmica e de metal, começaram a atrair apresentações e performances artísticas para o local, e consequentemente, o lugar virou ponto turístico em São Paulo.

sushi

                História da feira da Liberdade em SP

                A feira da Liberdade é o maior exemplo de que a miscigenação pode enriquecer e criar cultura nova. Os japoneses mantiveram vários dos seus traços culturais, contribuindo para transformar a cultura brasileira assim como a cultura japonesa. Quando os imigrantes chegaram ao Brasil, em 1908, sua maioria se estabilizou no Estado de São Paulo, e dedicaram-se as atividades agrárias e ao comércio.

                Ainda no começo do século, os imigrantes passaram a morar na cidade de São Paulo, no bairro da Liberdade, que por ser localizado no centro, era um local de locomoção mais fácil para ir trabalhar. Já nos anos 20 e 30, a integração com a grande cidade já era muito maior, no entanto que em 1940 o Jornal São Paulo Shimbun, e nos anos 60 um prédio foi inaugurado como a Associação Cultural Japonesa de São Paulo (Bunkyô).

                Durante a inauguração da Feira Oriental, também conhecida como Feira da Liberdade em SP, a Associação dos Lojistas da Liberdade foi quem doou a decoração para o bairro. Com a construção do portal no Viaduto Cidade de Osaka e as lanternas suzurantô. A feira acontece todos os domingos no período da tarde, e há por lá vária barracas com artesanato e comida típica.

                Cultura oriental

                A cultura da feira da Liberdade mudou tanto a região, que os hábitos da grande maioria dos paulistanos sofreram sua influência. A culinária, os artesanatos, a arquitetura e as apresentações artísticas com dança e música viraram atrações. Se tornando uma grande manifestação cultural, incluindo até eventos do calendário japonês.

                Artesanatos

                A feira da Liberdade também serve para que vários imigrantes consigam expor os seus trabalhos, oferecendo alguns produtos da cultura japonesa para os brasileiros. Também é possível encontrar trabalhos artesanais de outros artistas, como indianos, nordestinos e várias outras etnias.        

 Culinária

                É possível encontrar várias barracas e opções de pratos rápidos na feira da Liberdade, além de várias opções tradicionais da cultura oriental. Muitas pessoas vão atrás das refeições mais gostosas da cidade e disputam lugares. É na Liberdade em SP que você encontra um dos maiores setores de alimentação da cidade, e o mais frequentado.

                Pratos tradicionais como o yakisoba, yakibifun, takoyaki, ebiyaki, gyoza, tempura, yakimeji, frango xadrez, entre vários outros. O doce de feijão também é uma das iguarias mais procuradas na feira da Liberdade em SP, chamado de imagawayaki. Uma pasta de feijão doce, que fica entre duas panquecas doces.

                Eventos

                Uma excelente opção para passeios de fim de semana com a família, de turismo, são os eventos da feira da Liberdade. Existem várias atrações diferentes ao longo do ano, inclusive algumas em datas comemorativas do Japão e da China. Oferecem atrações diferentes, com muita arte e gastronomia, nas ruas do bairro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>